2016-05-15

Dash and Dot


No outro dia tive oportunidade de experimentar o Dash and Dot, dois simpáticos robots destinados a ser programados por crianças a partir dos 5 anos. Este tipo de soluções permite às crianças aprender de forma lúdica e divertida, potenciando a imaginação e a criatividade, inspirando sonhos e ideias, e desenvolvendo a confiança e a autonomia.

A programação é feita com recurso a uma linguagem gráfica muito simples e intuitiva (mas também existe a possibilidade de programar usando blocos semelhantes ao scratch) e os robots permitem a interação através de sons, palmas, movimentos, deteção de obstáculos. As apps disponíveis para usar com os robots são cinco e estão disponíveis para iOS e Android: GoPathWonder, Blockly e Xylo.

A Go é uma app que apresenta os comandos básicos de controlo do Dash e do Dot e é a primeira aplicação que se deve usar pois permite configurar e personalizar os dois robots: controlar o movimento e o som, alterar as cores e os padrões das luzes. Esta app também funciona como um portal online para conteúdos, histórias, ideias de atividades e outras app's.

A Path é a app que permite o Dash seguir um caminho, traçado pela criança com o dedo, num determinado cenário (pista de corridas, quinta, cidade, desbloqueados conforme se vai progredindo) e descobrir as suas habilidades/comportamentos. Também é possível criar percursos próprios, para por exemplo contar uma história, e incluir obstáculos.

A Wonder é uma app que permite a codificação de comportamentos e interações para o Dash e o seu amigo Dot, dotando-os de personalidade e inteligência, através da resolução de mais de 300 desafios orientados. À medida que a criança progride vão sendo desbloqueadas novas funcionalidades (histórias, habilidades e pontos BQ) que tornam os robots mais inteligentes e poderosos. Também existe um modo de programação livre.

A Blockly é a app que permite programar os robots usando blocos e em que o limite é a imaginação!É muito semelhantes ao scratch. Que tal programar o Dash para evitar determinados obstáculos ao longo de um percurso entre o ponto A ao ponto B e cujo objetivo é entregar uma mensagem ao Dot? Vamos complicar... e se a mensagem tivesse obrigatoriamente resposta e tal despoletasse que o Dash voltasse à origem para a entregar? ;)

A Xylo é a app que permite que o Dash toque xilofone. Existe a possibilidade de colocar o robot a reproduzir as nossas músicas favoritas ou compormos as nossas próprias melodias.

São vários os cenários de aprendizagem que podem ser criados para contexto educativo (e não só!) com aplicabilidade na Matemática, na Física, na Geografia, no Estudo do Meio, entre outras áreas curriculares. E há uma comunidade de partilha de planos de aula, de e para todos, em https://teachers.makewonder.com/. Também é possível criar um clube que pode funcionar dentro ou fora da sala de aula: https://clubs.makewonder.com/.


Quanto a mim, apesar de o achar muito interessante (e giro!) aponto como pontos desfavoráveis o preço e o facto de ser uma solução "fechada" (apesar de permitir estimular a criatividade nas crianças através do recurso aos acessórios disponíveis entre os quais colectores LEGO em que é possível encaixar peças). Ah! E gostava de ter a oportunidade de experimentar o Dash and Dot com alunos das unidades de ensino estruturado porque considero que pode ser um instrumento interessante para trabalhar algumas competências dos vários domínios.

Mais informações em https://www.makewonder.com/

2016-03-06

Programação no ensino básico

Foi com enorme prazer que aceitei o convite do Centro de Formação de Escolas do Concelho de Almada - AlmadaForma - para participar na quinzena "Diálogos de Ciência e Tecnologia, Língua e Arte(s) em Cidadania", onde dinamizei um workshop de programação em scratch no âmbito do seminário "Programação no Ensino Básico". O seminário realizou-se no dia 25 de fevereiro, no Laboratório Rómulo de Carvalho, na Faculdade de Ciências e Tecnologia/Universidade Nova de Lisboa, do Monte da Caparica.
A quinzena visou promover uma visão integradora da ciência, tecnologia, língua e arte na construção dos saberes dos alunos, do pré-escolar ao secundário, como pilar para o seu desenvolvimento cívico e para a construção de uma sociedade inclusiva.
As formandas que assistiram ao meu workshop (maioritariamente do 1.º ciclo do ensino básico, algumas do pré-escolar e apenas uma colega do 3.º ciclo) puderam experimentar programar em scratch e perceber de que forma o uso da ferramenta pode ser importante para desenvolver nos alunos a criatividade, a capacidade de resolução de problemas, o pensamento crítico e o raciocínio lógico, além de permitir trabalhar transversalmente as diversas áreas curriculares.
Os colegas Rui Baltazar e Ludgero Leote, da Escola Secundária Emídio Navarro, Almada, mostraram às presentes o que têm estado a fazer neste âmbito com os seus alunos. Foi muito interessante ver as boards que os alunos do profissional desenvolveram para os mais pequenos usarem, permitindo-lhes trabalhar os mundos virtual e físico.

Ah! E o meu workshop foi apoiado pelo SeguraNet. Obrigada!! :)

2016-03-02

EuroPython 2016


A EUROPYTHON está de volta! :)

A maior conferência de Python na Europa terá lugar de 17 a 24 de julho em Bilbau, no País Basco, Espanha, e os bilhetes já estão à venda.
Mas não é tudo. Até dia 6 de março é possível submeter uma proposta de apresentação de comunicação ou poster, dinamização de oficinas, participação em painéis, entre outros, sobre todos os aspetos do Python: da iniciação à programação usando a linguagem, até à programação avançada; aplicações e frameworks; boas práticas de utilização do Python.

Mais informações:

2015-11-28

Projeto Kids Media Lab - Tecnologias para Crianças

Decorre durante 60 dias uma campanha de Crowdfunding para apoiar o projeto Kids Media Lab - Tecnologias e Aprendizagem de Programação em Idade Pré-escolar e levar para os contextos de educação de infância recursos tecnológicos (tablets, Robôs (KIBO), máquinas fotográficas digitais).
Para apoiar a campanha basta qualquer montante a partir de 1€!! 


Vamos todos apoiar? wink emoticon

2015-07-16

O Robot Ajuda!

Andava ao tempo para frequentar o workshop d' "O Robot Ajuda!" e a oportunidade surgiu no passado dia 3 de julho durante o encontro TIC@Portugal'15. :)

Para quem não sabe, o TIC@Portugal é o encontro de professores sobre utilização educativa das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), uma iniciativa da Associação EDUCOM/APTE (Associação Portuguesa de Telemática Educativa), através do seu Centro de Competência TIC - EDUCOM, cujo objetivo é a reflexão sobre as práticas das TIC na Educação. O encontro realiza-se a nível nacional com a colaboração de diversos Centros de Competência TIC da ERTE/Direção-Geral da Educação do Ministério da Educação e Ciência (Aveiro, Braga, Santarém, Coimbra, Évora e Setúbal), a Escola Superior de Educação de Bragança e o Município de Manteigas, com sessões locais e uma parte do programa comum por videoconferência em Faro e Monte da Caparica. 

Em Setúbal, local onde me inscrevi, o encontro decorreu na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Setúbal onde, após a videoconferência, se seguiu o simpósio de comunicações e partilha de boas práticas, o almoço e, finalmente!, os workshops: ambiente de programação scratch, LEGO Mindstorm EV3 ou arduino.

 E... foi desta! :) Sob a dinamização do Paulo Torcato fiz o workshop "O Robot Ajuda!", projeto que visa a utilização de robots LEGO como material pedagógico promovendo o gosto nos alunos pela ciência e a auto-aprendizagem pela diversão e curiosidade.  

À chegada à sala, aguardava-nos a boa disposição do Paulo e uma série de pecinhas LEGO para montar com a ajuda dos esquemas. Após uma breve apresentação foi pôr as mãos na massa e construir o modelo para depois o programar com o software EV3. Andar em frente, rodar, evitar obstáculos, entre outros, foram alguns dos desafios que foram propostos. A programação é bastante intuitiva e é feita por blocos. O software EV3 está disponível para download gratuito em http://www.lego.com/en-us/mindstorms/downloads/download-software.



TIC@Portugal' 15 - workshop "O Robot Ajuda!
Posted by Vânia Ramos on Sexta-feira, 3 de Julho de 2015

Um workshop sério mas que nos permite voltar a ser crianças. :) E sem dúvida que, não fora o preço de cada kit, seria espetacular que todas as escolas tivessem pelo menos uns quantos kits para os professores usarem em sala de aula. 

Além do que já referi resta-me acrescentar que foi um dia de aprendizagem, reflexão, partilha, convívio e re(encontros)! 

Fotos by Francisco Matias (ESE-IPS)